Lítio: aumento das reservas da Sigma em Minas Gerais em 40%

Atualização aponta 77Mt @ 1,4% Li2O, com ampliação de vida útil de Grota do Cirilo para 25 anos

A Sigma Lithium concluiu uma atualização que ampliou em 40% suas reservas minerais de lítio em Minas Gerais. De acordo com a empresa, Grota do Cirilo possui 77 milhões de toneladas com teor médio de 1,4% de óxido de lítio (Li2O) em reservas provadas e prováveis, o que permite estender a vida útil da operação para 25 anos.

Pela atualização, Grota do Cirilo possui agora 38,5Mt @ 1,4% Li2O para 533 mil toneladas, ou 1,31Mt de carbonato de lítio equivalente (LCE) na categoria provada e 38,5Mt @ 1,4% para 537 mil toneladas Li2O, ou 1,32 LCE, na categoria provável. A estimativa anterior apontava 54,8Mt @ 1,44% Li2O em reservas provadas e prováveis na operação.

O aumento, segundo a mineradora, ocorre nas ampliações de fases três e quatro combinadas da mina, com duas linhas de processamento que vão totalizar capacidade de 520 mil toneladas anuais. A estimativa inclui a segunda linha, de 250 mil t, atualmente em construção.

Oportunidades

A empresa salientou em nota que o aumento das reservas “possibilita oportunidades significativas para o crescimento contínuo da produção de lítio de baixo custo” em Grota do Cirilo, apoiando “uma terceira e, possivelmente, uma quarta instalação de processamento, ou uma vida operacional mais longa” com a atual produção.

“Como os saldos disponíveis mostram uma mineralogia consistente e estão disponíveis por meio de operações a céu aberto, a empresa espera manter seu modelo atual de baixo custo operacional à medida que se expande para fases adicionais”, observou a companhia.

O cogerente-geral e diretor de Operações da empresa, Reinaldo Brandão, salientou que a totalidade das reservas está disponível “próxima à superfície, permitindo que a empresa faça uma mineração eficiente por meio de práticas de baixo custo, a céu aberto, evitando riscos operacionais e níveis mais altos de uso de água associados à atividade subterrânea”.

Já a presidente da Sigma, Ana Cabral, disse que a atualização mostra o compromisso da empresa de “investir continuamente” para “liberar todo o potencial econômico de nossas concessões minerais”.

“Isso inclui nosso compromisso de construir no país, na mesma região onde o lítio é extraído, uma segunda planta industrial verde de processamento de lítio em grande escala e de última geração”, afirmou ela.

A executiva acrescentou ainda que “o Brasil está pronto para se tornar um dos líderes globais na produção de lítio, devido às suas condições ideais para o processamento industrial e a mineração integrados de lítio: segurança jurídica em um código de mineração consolidado, estado de direito, processos de licenciamento simples, clima tropical, energia renovável verde e acessível e infraestrutura de linhas de energia”.

A empresa estava em negociações com companhias de diferentes setores para uma parceria ou venda dos ativos, mas suspendeu as tratativas diante das recentes quedas no preço do lítio.

Ebitda da Sigma no 1º trimestre de 2024 tem aumento do lítio e redução de custos

A empresa produziu 54.168 toneladas do mineral em Grota do Cirilo nos três primeiros meses de 2024 e teve queda na produção e vendas de lítio da mina Grota do Cirilo no primeiro trimestre de 2024 em relação aos três meses anteriores. No entanto, a empresa viu um salto no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), beneficiada principalmente por aumento nos preços do insumo de baterias após o ano novo chinês, além de redução de custos de produção.

A companhia produziu 54.168 toneladas de concentrado de lítio entre janeiro e março passados, contra 59.938 t no 4T23. Segundo a empresa, nenhum “fator isolado” pesou na produção e a redução foi atribuída pela companhia à “sazonalidade de feriados e menos dias de trabalho”.

Situação semelhante ocorreu com as vendas de concentrado, que caíram de 64.670 t no último trimestre do ano passado para 52.857 t nos três primeiros meses do atual exercício, já que uma remessa de março foi concluída apenas na primeira semana de abril.

Mesmo assim, a empresa viu o Ebitda ajustado saltar trimestralmente de US$ 1,3 milhão para US$ 5,88 milhões, refletindo uma margem de 15,8%.

Já a receita no primeiro trimestre foi de US$ 49,14 milhões, uma redução de 27,2% em relação aos US$ 67,5 milhões do 4T23.

“Os ajustes provisórios de preço reduziram a receita do 1T24 em US$ 12 milhões, uma melhoria em relação ao ajuste de preço de US$ 30 milhões no 4T23, já que os preços do concentrado de lítio subiram após o Ano Novo Lunar”, ressaltou a empresa em seu balanço trimestral.

A companhia relatou ainda um custo caixa FOB médio em Vitória (ES), onde embarca sua produção para o exterior, de US$ 462 por tonelada e custo operacionais de US$ 397/t na porta da planta industrial de Grota do Cirilo.

“Isso representa uma melhoria de quase 16% em relação aos custos FOB relatados no 4T23 e é um passo importante para atingir as metas de custo da empresa de US$ 370/t no portão da planta e de US$ 420/t FOB”, observou a mineradora.

A Sigma afirmou ainda que já observou “uma melhora em sua estrutura de custos devido às ações de produtividade tomadas”.

A empresa manteve um cronograma de entrega de aproximadamente 35 dias no período. A companhia já projeta melhores resultados no segundo trimestre, afirmando que já registrou 25% de aumento de preço em relação ao preço de venda realizado no 1T24 de US$ 930/t.

“Operacionalmente, nossa equipe tem progredido de forma consistente para alcançar uma geração robusta de fluxo de caixa para 2024”, disse a copresidente e diretora-executiva da Sigma, Ana Cabral.

Cabral declarou que a empresa continua a obter prêmios pelo lítio quíntuplo zero produzido na operação em Minas Gerais, “aumentando os preços de maio em 11% em relação a abril e em quase 30% em relação aos preços médios realizados no 1T24. Reduzimos o custo caixa reportado em 16% em relação ao 4T23, aproximando-nos da meta”, concluiu. (Fonte: Valor, Folha SP, Diário do Comércio)

_____________________________________________________________________________

Casa Meva Decor Fábrica de Tapetes

Voando BemEspecialistas em resolver problemas de voo

Dra. Priscila Cartaxo – Dermatologista em Belo Horizonte

DR. FREDERICO CARTAXO – Nutrologia e Medicina do Esporte

Top English – Escola de inglês online

Top English – Escola de inglês online no Brasil

As Melhores Baterias Automotivas para Seu Veículo em BH

Fábrica de Tapetes. Tapetes para sala, quarto, corredor, escritório, tapetes impermeáveis e antiderrapantes.

Construa sua Presença Online com Excelência | Quebrando Tabus

Projeto de arquitetura e design |Mozart Vidigal & Cristina Salles

Produtos do Galão Oficial CLUBE ATLÉTICO MINEIRO

Desconto Conta de Luz da Cemig

Tráfego orgânico MercadoComum bY SEO MUNIZ 25.6-milhoes
Tráfego orgânico MercadoComum bY SEO MUNIZ 25.6-milhoes

De acordo com estatísticas do Google Analytics Search a publicação MercadoComum

John Mueller - Google I/O John coordinates Google Search Relations efforts as a Search advocate. He and his team connect the Google-internal world of Search engineering e Marcos Muniz @seo_muniz
John Mueller – Google I/O
John coordinates Google Search Relations efforts as a Search advocate. He and his team connect the Google-internal world of Search engineering e Marcos Muniz @seo_muniz

Rota

Sua localização:

Mercado Comum: Jornal on-line - BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/
DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas Abra agora
Anúncio